A sua doação pode mudar histórias: conheça o Gabriel e a OCA Escola Cultural

“Era uma vez um menino de uma família simples”. É assim que o Gabriel Vasconcelos de Souza, aos 14 anos, começa a contar um pedaço da história dele pra gente. Hoje, no Dia do Contador de Histórias, recontamos essa que é muito especial para o Movimento Arredondar.

Gabriel descobriu uma grande paixão ao frequentar as atividades socioeducativas da ONG OCA Escola Cultural, que tem um trabalho de formação de contadores de histórias. Foi assim que ele descobriu que era um contador, participando de festivais internacionais.

Luciene Silva, Coordenação Geral da OCA, conta quais são as transformações percebidas: “Um primeiro impacto é a possibilidade de expressão dos alunos contarem suas próprias histórias, reinventá-las, externalizar o que sentem. Um segundo impacto é a valorização do repertório de histórias da comunidade, das tradições orais de bisavós, avós, pais e outras pessoas da comunidade”.

Cerca de 26 contadores de histórias, entre eles crianças, adolescentes e jovens, fazem parte da organização. E desde 2003, levam essa e outras atividades para escolas públicas do município de Carapicuíba, em um projeto de parceria.”Ao longo de tantos anos muitas crianças e adolescentes se formaram e tornaram-se multiplicadores da arte de contar histórias. Contam histórias na Oca e fora da Oca”, ressalta.

Em 2021, o Gabriel faz 19 anos. Antes da pandemia, colaborava com a OCA como monitor. Mas essa história mostra que as organizações estão transformando realidades. E precisam de apoio para potencializar seus projetos e recontar trajetórias como essas, que fazem diferença no aprendizado, na autoestima e no futuro de tantas crianças e jovens.

E quem conta essa história com sensibilidade é a Social Docs, uma produtora criada por Henry Grazinoli e Marcelo Douek para inspirar pessoas por meio de histórias de transformação social.

BOAS HISTÓRIAS MUDAM O MUNDO: COMO A SOCIAL DOCS CONTA NARRATIVAS DE IMPACTO

Perguntamos ao Henry Grazinoli, co-fundador da Social Docs, qual a dúvida mais recorrente nas oficinas e consultorias que eles promovem (agora também em formato online, durante a pandemia): “Qual o tom certo para fazer a comunicar é uma das principais dúvidas. É muito importante que a organização tenha clareza dos objetivos e com qual público ela vai falar”.

A experiência com narrativas de impacto deixou algumas lições. A primeira resposta foi trazer histórias verdadeiras, que tenham provocado transformações:

“Quanto tem um projeto de uma organização social ou uma ação social de uma empresa impactam de verdade a vida das pessoas e a gente vai buscar uma pessoa que tenha sido impacto por aquele projeto, isso é muito potente. E em tempos de tantas guerras narrativas e tantas questões ligadas a como comunicar, a verdade é uma arma poderosíssima nesse processo”.

“E a segunda lição é que as histórias inspiradoras são ferramentas que podem contribuir com a transformação social, sendo inspiração para que as pessoas possam ter ações para ajudar a fazer um mundo melhor. Elas geram muito engajamento. Contar histórias é fundamental para qualquer empresa que desenvolva ações sociais”, complementa Grazinoli..

COMO DOAR PARA ONGs?

Além de arredondar suas compras, é possível doar diretamente para as organizações via transferência bancária, declaração de imposto de renda e nota fiscal. Acessando www.arredondar.org.br/ongs você pode conhecer organizações certificadas de todo o Brasil e em diversas causas!

Arredondar é doar.

Por Sulamita Santana
Publicado em 19/03/2021

Acesso rápido